Inovação nos Programas Educacionais da Enap

A principal metodologia utilizada foi o design thinking. Na etapa de imersão, foi realizado um benchmarking com 20 plataformas e tecnologias utilizadas no campo da educação e campos correlatos. Também foi realizado um design etnográfico entre as 6 áreas de ensino da escola: Educação à distância, Educação Executiva, Mestrado, Especialização, Formação e Aperfeiçoamento de Carreiras, Altos Executivos. Passou-se, em seguida, pela definição do problema-chave e posteriormente pelas etapas de ideação e prototipagem.

Foram produzidos 5 protótipos que podem ser transformados em projetos para a inovação na escola, nos seguintes temas: Foco no professor; Inovação de curto prazo; e Formação para o servidor público do futuro. Além dos protótipos, foram levantados 17 problemas que afetavam coletivamente as áreas de ensino da Enap.

Além dos produtos entregues, o próprio processo gerou resultados importantes no que concerne à cultura de inovação da escola: “Para mim com certeza essa parte de juntar gente diferente, trancar numa sala e colocar para pensar diferente é a parte mais rica. É um processo participativo, é um processo coletivo e independente do que você está fazendo isso é de muito aprendizado, isso coloca a pessoa em outro lugar.”

Parceiro (s):
Escola Nacional de Administração Pública

Período:
fevereiro a setembro de 2016


Palavras-chaves:
design; educação; design thinking; design etnográfico; escola de governo