Janela GNova

Às vezes, inovar em governo significa encontrar muitas portas fechadas. Nesses momentos, o GNova - Laboratório de Inovação em Governo quer abrir janelas.

Lançada em dezembro de 2019, a Janela GNova é o momento em que o laboratório se abre para receber novos projetos e apoiar equipes de inovação.

A primeira edição da Janela GNova será realizada em parceria com o  Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) com o objetivo de apoiar equipes do Poder Executivo Federal na geração de soluções para problemas públicos relacionados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e ampliar capacidades de inovação no setor público para implantação da Agenda 2030 no Brasil.

A proposição de projetos pode ser realizada por meio do formulário disponível no final desta página até 02 de fevereiro de 2020.

No dia 22 de janeiro de 2020, o GNova realizou um webinar para esclarecer dúvidas dos interessados. Para assistir à gravação do evento, clique aqui

Confira o resultado da 1ª etapa da Janela GNova.

Confira o resultado final da Janela GNova

   janela gnova site

 

Saiba mais

Objetivo 

O objetivo da primeira edição da Janela GNova é apoiar a criação de soluções para problemas ou desafios públicos relacionados aos ODS e gerar capacidade de inovação no setor público.

Público-Alvo

Podem participar desta chamada equipes de servidores públicos em atividade no poder executivo federal que atuem na administração direta, autárquica e fundacional. Poderão ter prioridade projetos de inovação provenientes de unidades de inovação e que cumpram os critérios de seleção.

O que é um projeto de inovação no setor público?

Um problema de interesse público para o qual o órgão demandante busca construir uma solução inovadora que possa agregar valor para a sociedade.

Como será o trabalho?

Os projetos para desenvolver inovações serão realizados em parceria com o GNova, envolvendo participação ativa de membros da equipe responsável pelo desafio durante todo o processo, incluindo atividades presenciais em Brasília e, eventualmente, pesquisa de campo em outras localidades. Além de buscar soluções para os desafios trazidos, os trabalhos terão como objetivo desenvolver competências nas equipes dos órgãos demandantes, funcionando como referência para outras formas de atuar e resolver problemas.

Quanto tempo dura o projeto?

Os projetos de inovação duram em torno de três a cinco meses, a depender da natureza do problema público.

Como será feita a seleção?

Serão selecionados pelo menos 3 (três) projetos de inovação pública dos diversos órgãos públicos para serem desenvolvidos com o GNova em 2020. Os órgãos proponentes deverão dispor de uma equipe de 3 (três) até 6 (seis) pessoas que se envolverão ao longo de todo o processo de inovação, adquirindo novas competências para continuar inovando em suas áreas.

Os projetos de inovação apresentados serão selecionados de acordo com os seguintes critérios:

  • Aderência à promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS);
  • Disponibilidade da equipe demandante em participar de todo o processo de desenvolvimento das inovações para o problema público;
  • Compromisso da instituição proponente e seus dirigentes com o desenvolvimento dos projetos de inovação;
  • Potencial para experimentações e geração de valor para a sociedade.

Após a seleção dos projetos mais aderentes aos critérios, as equipes proponentes serão chamadas para apresentação dos projetos de inovação na data provável de 17 de fevereiro de 2020.

Inscrições

Para inscrever o projeto de inovação é bem simples, basta preencher o formulário disponível ao final desta página até o 02 de fevereiro de 2020.

Divulgação dos Resultados

Os resultados serão divulgados a partir do dia 21 de fevereiro de 2020 neste portal (gnova.enap.gov.br).

Dúvidas

Ainda ficou com dúvidas? Veja se conseguimos respondê-la em nossa sessão de Perguntas Mais Frequentes (FAQ) logo abaixo. Caso não encontre resposta para seus questionamentos, fique à vontade para escrever para gnova@enap.gov.br

 

FAQ

1. Como posso saber se meu projeto de inovação está relacionado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e à Agenda 2030?

Para saber mais sobre os ODS e a Agenda 2030, sugerimos que visite o site https://odsbrasil.gov.br/

2. Em que consiste a parceria com o GNova para desenvolvimento de projetos de inovação?

A equipe do GNova, fazendo uso de sua experiência em abordagens de inovação, dará suporte e orientação bem como desenvolverá conjuntamente com as equipes dos órgãos proponentes os projetos de inovação em suas diferentes fases. O objetivo do GNova é não apenas ampliar as possibilidades de solução para o problema público que será trabalhado em conjunto, mas também contribuir para a geração de novas capacidades nas equipes envolvidas no projeto, que passam a poder desenvolver, por si mesmas, outros projetos de inovação futuramente.

3. Meu órgão não possui nenhuma unidade de inovação formalmente constituída. Posso apresentar propostas por meio das Janelas de Inovação?

Pode. Tendo em vista que um dos objetivos da Janela GNova é o fortalecimento de capacidades de inovação no setor público e a formação de multiplicadores em condições de aplicar as abordagens de inovação usadas pelo GNova, a proposição de projetos por unidades de inovação é particularmente encorajada, mas não há restrições ao envio de propostas por outras equipes. 

4. Sou parte da equipe de uma unidade de inovação formalmente constituída ou em vias de criação. Posso apresentar um projeto focado exclusivamente no fortalecimento das capacidades de inovação do meu órgão e/ou na criação de uma unidade de inovação?

Não. Os projetos de inovação apresentados devem abordar problemas ou desafios públicos bem definidos e relacionados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. O fortalecimento das capacidades de inovação do seu órgão será uma consequência do trabalho conjunto com o GNova para a solução desse problema ou desafio público. 

5. Por que a possibilidade de proposição de projetos é restrita ao Poder Executivo Federal?

Por se tratar da primeira edição da iniciativa, o GNova optou por trabalhar com um público-alvo delimitado enquanto aprende e testa este novo formato de parceria. 

6. A parceria com o GNova exige desembolso de recursos adicionais por parte do meu órgão?

O que é exigido das instituições que apresentam o projeto é o comprometimento de suas equipes com o desenvolvimento do projeto. Isso, eventualmente, pode significar arcar com passagens e diárias de servidores na hipótese de equipes que não residam em Brasília ou, em residindo, na cobertura de despesas dessa mesma natureza para atividades de pesquisa de campo que ocorram fora da capital federal.

7. Duas ou mais instituições públicas podem apresentar um mesmo projeto?

Sim, os problemas são multidimensionais e, para abordá-los, parcerias são importantes. Nesse caso, os dois órgãos precisam disponibilizar equipes para o desenvolvimento das atividades.

 

Envie sua proposta!