Projeto Perséfone

Entre maio e setembro de 2020, o GNova - Laboratório de Inovação em Governo desenvolveu um projeto em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública para identificar oportunidades de inovação na Política Nacional de Busca de Pessoas Desaparecidas.

O nome escolhido para o projeto, Perséfone, remete ao mito grego do desaparecimento da filha da deusa Deméter, de nome Perséfone, que foi raptada por Hades e depois libertada com a ajuda de Hermes e Zeus. Um desafio semelhante à busca de muitas famílias pelo encontro de seus entes desaparecidos - suas respectivas perséfones.

Baseado na metodologia de imersão ágil, o projeto envolveu dois ciclos: o primeiro dedicado à compreensão do problema e o segundo, ao desenvolvimento da solução.

No primeiro ciclo do projeto, promovemos conversas entre gestores públicos e as pessoas que vivem esse problema na pele. Um resumo dos principais insights gerados nesse processo pode ser conferido no Mapa de Insights e na Imersão Sonora do projeto. 

O primeiro ciclo do projeto permitiu identificar o momento do registro de um desaparecimento como uma etapa crucial para intervenção. Por isso, o segundo ciclo recorreu a ferramentas de design de serviços para desenvolver uma solução focada no desenho de um serviço efetivo de registro de desaparecimentos, com foco na profissionalização do atendimento e no acolhimento dos familiares. O novo serviço incorpora diversas inovações desenvolvidas no âmbito do projeto, como a introdução de um checklist para profissionais da segurança pública, de materiais de orientação e de uma estratégia de acompanhamento do caso.

Com base no planejamento do passo-a-passo do serviço e no mapa de implementação desenvolvido em parceria com o GNova, o Ministério da Justiça e Segurança Pública trabalhará na implementação de um protocolo nacional sobre o tema, hoje inexistente, e na oferta de capacitações e materiais de suporte para que agentes de segurança pública sejam capazes de executar o serviço.

Parceiro (s):
Ministério da Justiça e Segurança Pública

Período:
Maio a setembro de 2020


Palavras-chaves:
design de serviços, imersão ágil